Por que aprender a programar em COBOL?

Uma linguagem de programação procedural, verborrágica, difícil de dominar, que as universidades não ensinam mais, criticada por (quase) todo mundo mas que continua viva e forte há quase 60 anos nas maiores empresas do mundo.

Tenho pelo menos sete motivos para você aprender essa linguagem.

Continuar lendo Por que aprender a programar em COBOL?

O que não pode faltar (nem sobrar) no seu currículo

A maioria das equipes trabalha hoje em dia no limite da sua capacidade. A ordem, para o bem e para o mal, é fazer o máximo com o mínimo possível de recursos. Por esse motivo, quando surge uma vaga para analista ou programador – seja para reposição seja por expansão dos serviços – os recrutadores se vêem numa verdadeira gincana para encontrar rapidamente o profissional certo para a vaga.

Muita gente fala isso mas nunca é demais repetir: nessa hora, seu currículo tem que ir direto ao ponto se você quiser vender o seu produto.

Continuar lendo O que não pode faltar (nem sobrar) no seu currículo

Como se destacar no mercado da programação?

Se você imaginou que dominar profundamente uma tecnologia é o caminho para se destacar no mercado, você está parcialmente correto. O caminho sem dúvida passa por aí, mas existem algumas outras características que podem ser até mais importantes.

Continuar lendo Como se destacar no mercado da programação?

Papéis e responsabilidades na plataforma mainframe

Mainframes são computadores projetados para atender a milhares de usuários simultaneamente, em paralelo com outras centenas de processos batch. Para que isso seja possível, além de uma arquitetura diferenciada que garanta disponibilidade, segurança e performance, mainframes também precisam de uma equipe de profissionais com papéis e responsabilidades específicas.

Continuar lendo Papéis e responsabilidades na plataforma mainframe

O que os cursos de computação não ensinam?

Por que uma profissão que parece ser nossa vocação natural e que já nos fez virar noites por puro preciosismo uma dia começa a dar sinais de que consumiu nosso combustível além da reserva?

Continuar lendo O que os cursos de computação não ensinam?